VOLUMETRIA MONUMENTAL

Casa modernista

VOLUMETRIA MONUMENTAL

Linhas e formas encontram-se na morada e evidenciam a arquitetura brasileira

Marcos Bertoldi Arquitetos
Curitiba, PR

Uma rampa de 40 metros de extensão instalada no jardim interliga a marquise da sala íntima ao pátio em que se localiza a piscina. A composição se estrutura a partir da intersecção dos dois volumes maiores onde ocorre o principal acesso da casa.

A construção explora formas e referências modernistas e superfícies brancas para valorizar a luz como principal elemento.

Sala de estar encontra-se na junção entre os blocos transversais que compõem a morada e dá boas-vindas aos visitantes. Destaque para o pé-direito alto e para a conexão com a natureza que transpassa os painéis de vidro.

Aberturas com portas de correr de vidro são usadas como divisórias de ambientes e criam efeito de longas perspectivas pelo interior da morada, alternando diversos usos dos espaços, como a sala voltada à paisagem exterior.

As suítes, em um total de três, encontram-se no piso superior e possuem amplos terraços integrados a jardins com espécies áridas, como cactus, combinadas a seixos.

Projetos arquitetônico, interiores, luminotécnico e paisagístico: Marcos Bertoldi Arquitetos (@marcosbertoldi_arq)
Área construída: 837 m²
Engenharia: Construtora Greenwood (www.construtoragreenwood.com.br)

Localização: Curitiba, PR
Fotógrafos: Projeto – Ricardo Almeida/Divulgação e Retrato –  Rodrigo Torrezan (@studio.torrezan)/Divulgação
Texto Janaína Silva

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima