PASSADO RESSIGNIFICADO

Mostra de decoração

PASSADO RESSIGNIFICADO

A edição de 25 anos da Campina Decor recupera prédio centenário projetado por Ramos de Azevedo no início do século XX

Campinas, SP
Campinas Decor 2021

Organização e expositores da edição comemorativa de 25 anos da principal mostra de arquitetura, decoração e paisagismo do interior paulista reformaram imóvel pertencente ao patrimônio público, antiga sede do Colégio Técnico de Campinas, Cotuca, na região central de Campinas. 

 

“Esta edição torna-se um grande marco na trajetória da Campinas Decor, o que se reforça ainda mais com todas as adversidades que precisamos superar para finalmente abrirmos as portas ao público. Além de comemorar nossos 25 anos, ela nos traz o prazer e a honra de devolvermos o prédio do Cotuca para o município, totalmente recuperado e modernizado. Nosso grau de satisfação é imenso”, afirma a diretora do evento, Sueli Cardoso.

 

Construído no início do Século XX, o complexo do Edifício “Bento Quirino” foi cedido pela Secretaria de Educação para uso da Unicamp e de 1967 a 2014 abrigou o colégio. Trata-se uma grandiosa construção tombada pelo Patrimônio Histórico, de orientação eclética de tendência neoclássica, projetada pelo engenheiro arquiteto Francisco de Paula Ramos de Azevedo (1851-1928), considerado responsável pela introdução de novos conceitos para a organização da arquitetura escolar à luz dos ideais de ensino republicanos. 

 

Pelas mãos de um time de 89 arquitetos, designers de interiores e paisagistas, 58 ambientes internos, espaçosos e com pé-direito alto, e externos se transformaram em lofts, studios, apartamentos, suítes, salas, home cinema, cozinha e espaço gourmet, entre outros, além de ambientes comerciais, como escritórios, restaurante, bar e café, dos mais variados estilos. A edição conta ainda com deques externos providenciados pela organização para ampliar os cuidados e o distanciamento entre os frequentadores.

Pavilhão de Entrada pela designer de interiores Laressa Moscatelli (@moscatelli.design), com 32 m², em estilo contemporâneo com predomínio das cores cinza e dourado para dar boas-vindas aos visitantes da mostra.

Lounge do Reencontro pela designer de interiores Flávia Fraga (@flaviafragainteriores), em 95 m² utiliza elementos como madeira, corda náutica e alumínio combinada a tonalidades relacionadas à natureza, como o azul e o verde. Para o paisagismo foram usadas plantas resistentes e tropicais.

Jardim de Boas Vindas pelas arquiteta Vitoria Ozorio @oz_arquitetura)  paisagista Gilany Ozorio ( @gi.ozorio), e designer de interiores e paisagista Alessandra Resende (@alessandraresendeinteriores). A área de 260 m² conta com 20 espécies de plantas e segue o paisagismo tropical, utilizando muito verde e elementos naturais, como pedras, plantas e água.Espelhos d’água e parede d’água complementam os canteiros verdes.

Fachada Luminotécnica pelo arquiteto e lighting designer Paulo Torniziello Rodrigues (@paulotornizielloiluminacao), com colaboração da designer de interiores Patricia Pedersen Guandalin (@patyguandalin). O projeto luminotécnico das quatro fachadas do edifício principal, que juntas totalizam 2.308 m², e também das duas fachadas do edifício secundário, que somam 576 m², teve como proposta respeitar 100% a arquitetura imponente do edifício de Ramos de Azevedo, fazendo com que seus elementos pudessem se sobressair naturalmente com a luz ali aplicada. Fotógrafo: Paulo Arantes/Divulgação.

Jardim Fachada pelo paisagista Juliano Zanella (@julianofz) que criou um jardim moderno e funcional em 200 m² com espécies tropicais como palmeiras, costela-de-adão, barba-de-serpente, cica revoluta, dianela e tumbérgia arbustiva.

The Urban Jungle Living pelo designer de interiores Niró Albiero (@niroalbiero_interiores) que homenageou a floresta Amazônica no living de 60 m².  A iluminação utiliza pendente suspenso com spots embutidos e pendentes soltos pelo espaço inspirado na dança de vaga-lumes durante a noite na floresta. Destaque para painéis decorativos confeccionados em material reciclável de garrafas pet.

Hall Acolhedor pela designer de interiores Suzi Castro (@suzicastro_interiores) que misturou a madeira, apresentada em uma proposta diferente, em todo o teto com a sanca invertida e na parte superior das paredes com o revestimento Calacata Gold que foi aplicado em todo piso e ao longo de 2,40 metros nas paredes. Compõem o espaço obras de arte de Marcello Dellova (@marcellodellova_art) e móveis Breton (@bretonoficial).

Living pela arquiteta Roberta Kassouf (@robertakassouf) que enfatizou o convívio entre a família e amigos em um espaço com 58 m² e pé-direito de 4,20 m, no estilo contemporâneo, sofisticado e ao mesmo tempo acolhedor. Fotógrafo Favaro Jr. (@favarojrfotografia)/Divulgação.

Home Cinema pela arquiteta Patricia Moreno (@patriciamoreno.arq) que misturou estilos do clássico ao contemporâneo com predomínio dos tons preto, cinza e amadeirado. . O ambiente de 54 m² recebeu revestimento de MDF e texturas para ajudar na acústica e uma girafa de 4 m.

Jantar em Paris pelas designer de interiores Guacira Lotufo Bonafé (@guacirabonafe) e designer de interiores e arquiteta Gabrielle Antunes Bonganha (@ga.bo_arquitetura) que empregaram  materiais como pedra natural, pendente de cristal egípcio, vidro colorido, serralheria, vegetação natural, cortina em linho, madeira, MDF e latão. A mesa de jantar recebeu tampo de pedra natural no formato oval.

Cozinha com Aromas da Toscana pelas arquitetas Andrea Ottoni (@andrea_ottoni_arquitetura) e Bruna Barbieri (@brunabarbieriarq) que enfatizaram o convívio na cozinha de 50 m² com colorido aconchegante e elementos de memória afetiva.

Contando a História pelo designer de produto Mauricio Silva (@msestudiodesign) que explorou o estilo contemporâneo com toque clássico no ambiente de 35 m² com mobiliários exclusivos e assinados, como aparador, poltronas e mesa de centro, se destacam no projeto, que utiliza também materiais como vidro, aço carbono, latão, couro e corda.

Tudo em Família. Living de 20 m² foi idealizado pelos arquiteto e designer de interiores Alessandro Oliveira (@arqalessandrooliveira), designer de interiores Fernanda Valle (@fervalleinteriores) e o engenheiro civil Wellington Gaspar (@eng.wellingtongaspar) e segue o estilo contemporâneo com o aconchego da Toscana.

Sala de Banho pela arquiteta Daniella Antunes (@daniellaantunes.arquitetura) e o arquiteto e designer de interiores Maycon Flamarion (@maycon_flamarion) que idealizaram para o ambiente de 20 m² elementos para proporcionar o relaxamento pleno. Destaque para as paginações aplicadas na cerâmica e a banheira.

Estar Íntimo com 58 m² pelas designers de interiores Cátia Furlan (@catia.furlan.design) e Daniele D’Ambrosio (@arredatointeriores). O grande destaque do projeto é a estante que foi exclusivamente desenhada para abraçar a parede. A madeira garantiu a sensação de acolhimento ao pé direito generoso. As texturas, aliadas a uma paleta de beges, terrosos e roses, tornam a sala um ambiente elegante e, ao mesmo tempo, confortável de se estar. Fotógrafo Favaro Jr. (@favarojrfotografia)/Divulgação.

Refúgio do Casal. A designer de interiores Rita Diniz  (@ritadinizinteriores) e a arquiteta e designer de interiores Patrícia Diniz (@patriciadiniz_arquitetura) criaram um ambiente integrado, com múltiplas funções em 97,5 m². O espaço conta com uma grande estante de livros feita em MDF com iluminação embutida e uma grande lareira. Aproveitando o pé direito muito alto do espaço, foi criado um forro mesclando vigas de MDF.

Suíte dos Trigêmeos pelo arquiteto Anderson Leite (@arqandersonleite). No amplo ambiente de 70 m², com varanda de 9 m², graças ao grande pé-direito, os destaques são a casa de praia que abriga os banheiros e o barco pendurado no teto, mesclando o lúdico e o rústico.

Suíte da filha pelas designer de interiores Ariane Sayão (@sayaoprojetos) e a arquiteta Emanuela Morais (@seberemoraisarquitetura), que criaram um ambiente de 61 m² em estilo Geek que segue o cenário de um galpão industrial de Nova York, com tijolos e tubulações aparentes, estrutura metálica e telas.

Quarto dos Hóspedes. A arquiteta de interiores Janaina Ramalho ( @janainaramalho_arquitetura) trouxe um conceito inovador e tecnológico, com traços contemporâneos e autênticos. As cores fendi, rosa, branco e preto predominam no espaço de 24 m², além de materiais como o veludo, MDF e granito.

Dream Casa pela arquiteta Elaine Carvalho (@elainecarvalhoarquitetura). Em 150 m²  com estilo simples e elegante, uma caixa central foi criada para acomodar um banheiro e criar a setorização dos ambientes, dividindo a área social da área íntima. Como o pé direito é bem alto, a caixa não vai até o teto, mantendo a grandiosidade do espaço. O charme fica por conta das peças decorativas, pendentes nas mesas, algumas arandelas e peças em latão envelhecido, que dão um clima despojado. O paisagismo, assinado por Alexandre Galhego (@alexandre_galhego_paisagismo), inclui duas varandas, uma mais moderna com uma horta, outra com vasos em textura natural, em tons da terra, que ressaltam a brasilidade.

Para Ti pela designer de interiores Paula Ballone (@paulaballoneinteriores). O espaço de 62 m² é dividido em casa com lavabo, living integrado e suíte. Seguindo o estilo rústico chique, o projeto utiliza como principais materiais a madeira, o linho e as plantas naturais para trazer uma sensação de bem-estar.

Estar do Enólogo. A designer de interiores Susan Bortoletto e a arquiteta Nicole Krause  (@sbnk.arquiteturainteriores) tiveram como proposta valorizar todos os elementos existentes no espaço de 55 m² projetado pelo arquiteto Ramos de Azevedo, mantendo o universo neoclássico original, aliando simplicidade e sofisticação, criando um mix entre o passado e o presente. O contraponto do projeto são o mobiliário solto e a iluminação. Foram usadas peças autorais contemporâneas e peças de antiquário.

Simples Assim. A arquiteta e paisagista Ana Michelle Betti e a paisagista e consultora de Neuro Feng Shui Victoria S. Barboni (@vila.arq) criaram um projeto multifuncional para ser utilizado como home office, sala de leitura, biblioteca ou, até mesmo, como uma área de descanso e refúgio no meio urbano.

Conceito H. A arquiteta Mariana Oliveira (@oliv_mari) criou um ambiente voltado ao público masculino, mostrando o novo jeito de morar em espaços reduzidos. Em 35 m², predomina a marcenaria, que de forma limpa divide o espaço, acopla armários e de forma harmônica com outros produtos traz o aconchego. As cores predominantes são os tons da madeira, o cinza e o preto. Texturas diferentes, como cimento queimado e tijolo, linho, papel de parede, vidro e revestimentos fazem o complemento. Fotógrafo Favaro Jr. (@favarojrfotografia)/Divulgação.

Casa de Campo pela arquiteta, urbanista e designer de interiores Kátia El Badouy (@katiaelbadouyarquitetura).  Entre os  materiais utilizados temos a madeira, palha artesanal, barro e corda náutica. O projeto arquitetônico proporcionou a otimização da área com marcenaria planejada, sendo priorizado o uso do MDF. Entre as novidades utilizadas está a palha artesanal, ressignificada em seu uso, apresentada em grandes e altas portas sem emendas na cozinha e closet.

Espaço Cult. O arquiteto Fabricio Barros (@fbarros.arq) e a designer de interiores Mariana Niiya ( @trinity_projetos) seguiram o estilo neoclássico criativo. O lounge de leitura se destaca no ambiente de 124 m², com a estante que percorre o pé direito duplo e continua até o teto, proporcionando um efeito inusitado, aconchegante, relaxante e ao mesmo tempo curioso e ousado. Madeira, linho e ferro são os materiais predominantes no espaço.

Bem estar Vintage pelas designer de interiores Célia Lena (@ariane.giliotti) e a arquiteta e urbanista Ariane Giliotti (@celia_rossi_lena).  Com 26 m², o ambiente abusa de cores como o cinza e o preto e de materiais como revestimentos hidráulicos, marcenaria em MDF, papel de parede e da decoração. O projeto conta ainda com cortinas de crepe de voil, espelhos clássicos, bisotado e um sofá curvo em veludo preto, que garante charme e conforto ao ambiente.

Alma de Viajante. A arquiteta Bia Ferrari (@biaferrariarquitetura) em 23 m², no estilo “Cozy Chic”, mesclou móveis novos e usados, bem como peças de design e outras com puro apelo emocional, o ambiente conta com materiais como a camurça, couro, metais dourados e marcenaria laminada no padrão Pau Ferro, buscando a solidez e perenidade de uma peça em madeira de lei. A arquiteta optou também por cores como cinza e verde em tons Fendi e detalhes pretos e dourados.

Le Couloir Noir pelo arquiteto Marcelo Camargo( @majcamargo, @cubo_9) que optou por uma releitura do clássico com a recuperação de elementos do edifício, que fazem uma composição com o mobiliário contemporâneo. Além disso, foram usados madeira e tecidos nobres, como o veludo e a seda, para compor o espaço. No ambiente de 192 m², predomina o uso do ladrilho hidráulico restaurado. As paredes e o teto também mantêm as características do edifício.

Espaço Conexão. A designer de interiores Vani Mazoni (@vanimazonidesign) criou em 20,73 m² um espaço  acolhedor e confortável. O destaque são os painéis com detalhes em relevo na cor verde, os tijolos aparentes, as muitas plantas e folhagens naturais.

Loft da Diversidade pelo publicitário e designer de interiores André Zimmerman (@andre.zimmerman).  Ocupando uma área 60 m² com pé direito de 4,30 m, o ambiente traz como principal lançamento o Corstone da Weiku do Brasil, material de vidro laminado que permite representar pedras exóticas e retro iluminadas. Para o projeto o designer optou pelas cores Bordo e Luar, ambas da Suvinil, e apostou em materiais como pedras exóticas, como a Bellatrix, um granito nacional tipo exportação, além de couro, linho, texturas naturais e MDF de alto padrão da GreenPlac.

Las Vegas. A designer de interiores Eliane Ferrari Cardoso (@elianecardosointeriores), em 59 m², empregou o estilo neoclássico com o uso das cores Galho Seco (Suvinil) e a cor preta e dos materiais –  madeira, pedra quartzito Taj Mahal e o veludo.

Recanto da escritora pela designer de interiores Andréa Barroso (@andreabarrosointeriores).  O espaço de 73 m² segue o estilo contemporâneo e utiliza cores como o cru e os terrosos, além de materiais como cimento queimado, madeira e fibras. Destaquen para as obras da artista Tidda Ricco e quadro de Gustavo Moreno feito com tintas e cimento.

Organic Style. As arquitetas Bárbara Di Monaco (@barbaradimonaco) e Izilda Moraes (@izimoraes) e a designer de interiores Solange Tannuri, em um espaço de 42 m², aliaram alia tecnologia, beleza e requinte com formas orgânicas. O espaço conta também com obras de arte e peças assinadas por renomados designers e artistas, como os vasos decorativos, projetados pelo arquiteto Samuel Ângelo. Outra peça de design presente é o Vaso Carambola, projetado por Carol Gay, feito com vidro soprado, latão, cobre e mármore, além de demais peças decorativas projetadas pelo Studio Bola, com inspiração em formas orgânicas e esculpidas na pedra. O ambiente também conta com a tela do artista Ernesto Piva e peças de cerâmica da artista Belinha Valente.

Toillete Inclusivo pelo arquiteto e urbanista Renato Forti (@renatoforti_arquiteto). Em 21 m², o projeto segue o estilo contemporâneo com predomínio das cores base em bege e preto e nos detalhes, o azul marine e o vermelho rouge sobre fundo branco. Destaque para obras de arte, como esculturas de Zin Cruz, tela de Adriana Duarte da Conceição, intervenção artística (tinta sobre estuque) de Wesler Machado Alma e tela de Humberto Ranauro.

O Mínimo é o Máximo. A arquiteta Alana Padovani (@arquitetaalanapadovai) e o projetista Guilherme Neto trazem um living minimalista e atemporal, que reúne sofisticação e materiais naturais, ao mesmo tempo em que é aconchegante, para uma completa experiência em família.

Conectividade. O engenheiro Caique Ferreira e a  designer de interiores Karina Rezende (@kr_karinarezende) criaram um espaço de 27 m²  que utiliza  os quatro elementos da natureza. A árvore, simbolizando a terra e trazendo sua energia, a vida. Em sua base, nas raízes está a ”ligação” com a terra. As paredes em cores vibrantes materializam as emoções e trazem a força das águas e do fogo.

Home Bar pelo arquiteto Jair Leite (@jairleitearq). No ambiente de 52 m², as cores cinza e o azul predominam no espaço, que utiliza materiais metalizados, polidos e sintéticos de maneira harmônica, criando um ambiente agradável visualmente e aguçando os sentidos. Complementam o espaço fotografias de Cláudia Castro. Fotógrafo Favaro Jr. (@favarojrfotografia)/Divulgação.

Espaço de Estudo. Os arquitetos Cláudia Lenita Geraldini Losano e Marco Antonio Losano idelizaram o estilo lúdico futurista para o espaço de 34 m².  Entre os materiais empregados estão o MDF laqueado, revestido em laminado fórmica e acrílico. O piso em manta vinílica é de fácil manutenção e permite a criação de desenhos e combinação de cores.

Encanto da Empresária pela arquiteta Marina Zanatto (@marinazanattoarquitetura). Em 58 m², o projeto segue o estilo contemporâneo, com toques de sofisticação e materiais de alta qualidade. Os principais itens utilizados são o MDF amadeirado, metalon, vidro, espelhos, iluminação e a bancada em Corian. Entre as cores predominantes destacam-se o verde, cinza e tons de bronze.

Café Decor pela arquiteta Caroline Garcia (@dedicati.arq) que desenvolveu para o ambiente de 76 m² um projeto bem brasileiro, com as cores da nossa bandeira e as vegetações nativas, que ressaltam as nossas riquezas. O piso granilitado permitiu a personalização com grãos de cor marrom, remetendo ao café.

Projetando em Nova York pela arquiteta Adriana Consulin (@adrianaconsulin). No espaço de 70 m², as cores branca, cinza, preto combinam-se aos tons claros amadeirados.

Meu Ateliê pelas expositoras Renata Beneplacito, Alexandra Teixeira, Fernanda Morozini e Marina Sampaio criaram em um espaço de 21 m² aconchegante e feminino.  A estante com suas formas curvas, feita sob medida, com um design contemporâneo, é o destaque do projeto. O material utilizado é o gesso acartonado, material com sistema de construção a seco, de rápida instalação.

Kaza Koff. A designer de interiores Ana Mitzakoff (@ana_mitzakoff) trouxe para esta edição comemorativa um ambiente de 82 m² feito para si mesma e que recebe a sua assinatura. O espaço, criado com um novo olhar para esta nova era, é um living com escritório integrado, ideal para receber amigos e trabalhar em casa. Entre as obras de arte utilizadas para compor o espaço estão uma escultura do artista Samuel Ângelo, além de telas e muranos exclusivos hand made da Amis e Rubinho Toniolli.

Arar pela arquiteta Ana Helena Ferrari (@anahelenaferrariarquitetura). O projeto é dividido em dois ambientes, um de 25 m² e outro de 51 m². O hall de entrada propõe uma desaceleração e cria uma ambientação com folhagens secas. Intermediando os espaços, uma mureta em formato orgânico une os espaços e anuncia a mudança de tom que há de vir, tanto da cor quanto da luz. Avançando para a sala de convívio, está a sala de estar integrada à de jantar. O estilo mescla o rústico com o sofisticado, seguindo caráter minimalista.

Studio da Digital Influencer pela dupla de designers de interiores Maria Gabriela Linares (@mgabrielalinares) e Josiane Carvalho (@josianecarvalhointeriores). Com 28 m², o espaço em estilo contemporâneo destaca-se com tons como o verde e o rosa e por seus tecidos. O uso do revestimento cimentício em formato de tijolinho, que imita granilite Gauss, faz a composição com os biombos de palhinha desenhados pelas designers, criando uma memória afetiva. Fotógrafo Favaro Jr. (@favarojrfotografia)/Divulgação.

Escritório da Designer. As designers de Interiores Cláudia Silva (@claudiasilvadesignerdecor) e Josi Emidio (@josiemidio) optaram por um mix de estilos, clássico e contemporâneo.  O espaço de 44 m² conta com janelas grandes, largas, que permitem uma maior luminosidade e ventilação.

Cozinha Gourmet pela decoradora Sueli Cardoso (@ssueli_cardoso) que idealizou um amplo ambiente gourmet de 92 m² com armários @dellannooficial e mobiliário @bretonoficial)

Estado Zen pela arquiteta e designer de interiores Valquíria Castilho (@valquiriacastilhoarquitetura). O projeto criado para o espaço de 25 m² é contemporâneo. Entre os principais materiais utilizados estão a pedra, a madeira e o metal.A paleta de cores leva tons neutros e uma cor verde, usada como base vibrante, que lembra a natureza. Destaque para a chaise Sereia do designer Paulo Alves.

SPA Elemental pela dupla de arquitetas urbanistas Ludmila Manita (@ludmila.manita.arquitetura) e Milena Sande (@milena_sande). Com 37m², o projeto explora texturas de diferentes materiais, como cimentício, granito, madeira e vidro.

Espaço Sensia pela arquiteta Natália Botelho. O espaço de 55 m² tem estilo moderno e predomínio da cor cinza e materiais como cimento queimado e madeira.

Área de festa.  A arquiteta Gabriela Gonzalez (@gabriela.gonzalez.arquitetura) teve como proposta a intervenção de um projeto minimalista na edificação neoclássica projetada por Ramos de Azevedo. O grande destaque do projeto elaborado num espaço de cerca de 300 m² são as linhas fortes, perspectivadas, e o contraste de cores. Roxo e branco foram escolhidos para contrastar com o amarelo do prédio, gerando um contraste forte e ao mesmo tempo harmonioso. O projeto utiliza estrutura metálica, drywall, marcenaria no balcão e bancos, além do isopor. A iluminação indireta ressalta a volumetria das paredes e do teto. O paisagismo utiliza palmeiras e um jardim envolvendo a rampa de acesso. Fotógrafo Favaro Jr. (@favarojrfotografia)/Divulgação.

Viver Guardian. A designer de interiores Fabrícia Pellizzon e o arquiteto Fernando Pellizzon (@pellizzonarqeint)tiveram como proposta criar um ambiente que transmitisse as várias utilizações do vidro e do espelho em 57 m². O spa é personalizado com linhas retas. Entre as cores presentes estão o azul, marrom, nude e o branco. Fotógrafa Lica Pereira (@licapereirafoto)/Divulgação.

Restaurante… sem eira nem beira… pelo arquiteto Aldomar Caprini (@arq.aldomarcaprini). Em estilo contemporâneo, o grande destaque do projeto é a área do lounge, que conta com uma série de elementos na cor laranja, presente em sofás, estandes e lareiras, que dão unidade à composição. Além do laranja, as cores azul e verde predominam no ambiente. O grande destaque é o lustre com 26 pendentes, que fica localizado acima da mesa quadrada do salão. Muitas obras de arte foram utilizadas para dar personalidade ao espaço, entre elas, peças da artista Vera Ferro, cocar de Marcos Bazzo, quadro de Dalmo Peres, objetos de Ronan Gonçalves Rogo e máscaras de Carlos Alberto Bussiol. Fotógrafa Ana Bastos Caprini (@nabastos) / Divulgação

Só para Brincar. O trio de arquitetos e urbanistas Júlia Pinheiro de Lima, Maria Fernanda Costa e Thiago Antonio Ramos preparou um projeto que remete à simplicidade das brincadeiras antigas de criança e as conexões geradas por elas. O resultado é a criação de um espaço de 35 m², em estilo contemporâneo com formas geométricas. O destaque são os nichos com formas hexagonais e suas almofadas de encaixe, que ajudam a dar volume ao ambiente e podem servir de inspiração para projetos residenciais. O local conta com a composição de quadros fotográficos da profissional Juliana Tiliacki Batista e brinquedos produzidos pela artesã Rosana Marques.

Loja Conceito. A arquiteta, urbanista e designer de interiores Stella Buratto (@burattoecarvalhointeriores) e o administrador e gestor de projetos Giuliano Carvalho partiram para uma proposta ousada para a criação de um espaço contemporâneo de 36 m² com pé direito alto, utilizando linhas orgânicas e materiais claros, destacados por uma boa iluminação. Para dar um toque de exclusividade, o espaço é repleto de enfeites assinados por designers brasileiros.

Meu Estilo pela designer de interiores Alice Sturari (@alice_sturari_interiores). O espaço de 73,81 m² utiliza como base uma paleta de cores suaves  em contraste com toques atemporais de verde floresta e preto, proporcionando um equilíbrio sofisticado.

Morada Brasileira pelo arquiteto e urbanista Gustavo Pigatto (@gustavopigatto_arq). Todo o ambiente de 68 m² foi concebido com a ideia de resgatar memórias afetivas e da arquitetura vernacular brasileira, de forma contemporânea, e trazendo a essência da casa brasileira e o conceito de lar, uma casa para desligar do ambiente externo, que traz todo acolhimento e conforto. Fotógrafo Favaro Jr. (@favarojrfotografia)/Divulgação.

Campinas Decor (campinasdecor.com.br)
Até 2 de novembro de 2021
Local: Rua Culto à Ciência, 177 – antigo prédio Cotuca, Campinas, SP
Horários: de terça a sexta-feira, das 14h às 22h; sábados, domingos e feriados, das 12h30 às 22h                          Organizadora da Campinas Decor: Sueli Cardoso                       Fotos Studio Imagem – Touché Fotografia (@studioimagem)/Divulgação
Texto Janaína Silva

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima