PAISAGEM MIMETIZADA

Paisagismo

PAISAGEM MIMETIZADA

Morada de campo ganhou jardim com espécies nativas do cerrado, plantas tropicais, cachoeira, cascatas e lagos

Carla e Marina Pimentel
Interior mineiro

O projeto paisagístico foi concebido aproveitando ao máximo o que a natureza já oferecia, como a topografia em declive e grandes platôs.

Palmeiras, bromélias, bambus e coqueiros estão entre as espécies que foram plantadas para compor o jardim da casa de campo.

Às margens da represa, o projeto manteve as espécies nativas e frutíferas do cerrado e adicionou plantas perenes de fácil manutenção que trazem coloridos diversos ao longo das estações do ano.

O caminhamento foi executado em pedra natural tornando o passeio charmoso entre as espécies.

Passarela de madeira conduz a travessia sobre o lago que é emoldurado por bromélias entre outras plantas exuberantes.

Vegetação escultória, como capim ornamental e jasmim-manga, distribui-se pelo amplo gramado.

Cicas e palmeiras levam privacidade à área da piscina.

Áreas para contemplar a paisagem natural e a represa foram idealizadas com elegância pela dupla de paisagistas.

A topografia do terreno permitiu executar lagos e aproveitar as pedras existentes. O resultado é um refúgio agradável para refazer as energias.

A presença da água contempla tranquilidade aos locais emoldurados por tons e texturas das folhagens e flores da composição paisagística.

Bromélias, palmeiras e capins ornamentais colorem o extenso jardim.

Exemplares de palmeira-azul destacam-se no cenário.

As espécies adicionam frescor e os recursos paisagísticos estão em total harmonia com a arquitetura e terreno.

Cicas, bromélias, palmeiras e pedras tornam os recantos encantadores e aprazíveis.

Tons e texturas exuberantes em meio ao amplo terreno.

Capim-dos-pampas adiciona colorido e movimento.

Queda-d’água na proposta paisagística entre as espécies tropicais.

O paisagismo aproveitou o terreno acidentado para a criação de recantos para a contemplação.

Pedras e samambaias recriam a paisagem das cachoeiras naturais.

As alpínias levam ao espaços muito colorido ao longo de todo ano.

Represa e píer são emoldurados por coqueiros.

Projeto paisagístico: Carla e Marina Pimentel (@cp_paisagismo e @marina_pimentel)
Localização: Interior mineiro
Fotógrafo: Jomar Bragança (@jomarbraganca) /Divulgação
Texto Janaína Silva

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima