CZ + 100%

Para cele­brar:

Ino­va­ções e novos pro­to­co­los

Cerimô­ni­as mais enxu­tas, padrões atu­a­li­za­dos e mui­ta cri­a­ti­vi­da­de para rece­ber e ser­vir

Sim, é pos­sí­vel fes­te­jar sem per­der o char­me. Entre os dias 10 e 13 de setem­bro, a Mos­tra “CZ+100%, small, safe and char­ming”, orga­ni­za­da por Flá­via de Pic­ci­ot­to Ter­pins e Pao­la de Pic­ci­ot­to, da 100% Even­tos, e Cons­tan­ce Zahn, apre­sen­tou 24 ambi­en­tes assi­na­dos pelos prin­ci­pais nomes da deco­ra­ção de fes­tas do país. 

Pas­seie pelos ambi­en­tes, idei­as e solu­ções que fogem do óbvio e con­vi­dam para as come­mo­ra­ções dos momen­tos feli­zes, seguin­do todos os pro­to­co­los e cui­da­dos essen­ci­ais duran­te a covid-19.

Expo­si­tor: ADRI­A­NA VIAN­NA ROCHA ARQUI­TE­TU­RA DE EVEN­TOS (@adriana_rocha)

Ambi­en­te: “Estão vol­tan­do as flores”(Emílio San­ti­a­go)

A pri­ma­ve­ra foi a ins­pi­ra­ção para res­sig­ni­fi­car os encon­tros colo­rin­do os espa­ços em minu­ci­o­si­da­des. Aten­ção foi dada, tam­bém, ao rea­pro­vei­ta­men­to de itens deco­ra­ti­vos.

RUTH HAKIM (@ruthhakim)

Ambi­en­te: Pic nic

A deco­ra­ção cri­ou um ambi­en­te em tor­no de um espe­lho d’água, explo­ran­do a natu­re­za e agre­gan­do des­po­ja­men­to, pro­pon­do os assen­tos no chão.

ESTA­ÇÃO PRI­MA­VE­RA (@estacaoprimavera)

Ambi­en­te: Botâ­ni­co con­cei­tu­al

A con­cep­ção de um loun­ge e um bar con­si­de­rou a jun­ção do mobi­liá­rio con­tem­po­râ­neo e a natu­re­za repre­sen­ta­da no uso da madei­ra, folha­gens e cipós.

Expo­si­tor: BETA LUCA DECO­RA­ÇÃO E AMBI­EN­TA­ÇÃO DE EVEN­TOS (@betalucadecor)

Ambi­en­te: Jar­dim cos­mo­po­li­ta

Para um even­to cor­po­ra­ti­vo, um casa­men­to ou uma come­mo­ra­ção, a pro­pos­ta do ambi­en­te é pro­por­ci­o­nar dis­tan­ci­a­men­to, porém com o aco­lhi­men­to e fres­cor da natu­re­za.

NATHA­LIE BACEL­LAR (@nathaliebacellar)

Ambi­en­te: Refú­gio

Pro­por­ci­o­nar um res­pi­ro em meio aos novos hábi­tos e a reco­ne­xão com a natu­re­za foram os obje­ti­vos des­ta mon­ta­gem. Os espe­lhos pro­põem um novo olhar para a essên­cia de cada um e o uni­ver­so.

Expo­si­tor: BOS­SA­NO­VA FES­TAS (@bossanovafestas)

Ambi­en­te: Rece­ber colo­ri­do

As tona­li­da­des vibran­tes foram usa­das nas pare­des, piso, almo­fa­das, balões, vasos e guar­da­na­pos para trans­mi­tir ale­gria e alto astral, em total cli­ma de diver­são.

Expo­si­tor:  ADRI­A­NA MALOUF (@drimalouf)

Ambi­en­te: Les Sans

Esco­lhas que fazem a dife­ren­ça: os arran­jos natu­rais com orquí­de­as e folha­gens levam cor ao ambi­en­te deco­ra­do para uma cele­bra­ção para pou­cos em casa, com mobi­liá­rio orgâ­ni­co.

EVEN­TAN­DO POR NINA NAS­SAR (@eventando_por_ninanassar)

Ambi­en­te: Pro­tec­ted

Mais con­cei­tu­al, o ambi­en­te tra­duz com trans­pa­rên­cia todo o cui­da­do toma­do nas pro­du­ções no atu­al momen­to.

Expo­si­tor: BOU­TI­QUE DESIGN (@jlboutiquedesign)

Ambi­en­te: Rece­ber com moder­ni­da­de e sofis­ti­ca­ção

Requin­te e luxo na deco­ra­ção des­te espa­ço em que os tons pra­ta e dou­ra­do dia­lo­gam em har­mo­nia com os deta­lhes em ver­de dos arran­jos da mesa sinu­o­sa. As pro­je­ções refor­çam as sen­sa­ções de con­ten­ta­men­to.

KARI­NA SAAB FLO­RES E DECO­RA­ÇÕES (@karinsaab)

Ambi­en­te: Clás­si­co-con­tem­po­râ­neo no cam­po

O pro­je­to explo­rou o flo­ral bran­co e ver­de nos arran­jos e, no mobi­liá­rio, ele­men­tos como madei­ra, palha e rat­tan para con­fe­rir uma fes­ta cam­pes­tre e acon­che­gan­te.

LUCI­A­NA TEPER­MAN (@lucianateperman)

Ambi­en­te: Gaze­bo

Um gaze­bo de madei­ra ganha um toque inti­mis­ta com a ambi­en­ta­ção de um van­dá­rio, com o colo­ri­do inten­so das orquí­de­as sus­pen­sas, que dei­xa o local acon­che­gan­te e chi­que.

Expo­si­tor: CAS­TRO BER­NAR­DES (@castrobernardes)

Ambi­en­te: Nave bran­ca

Para uma cerimô­nia ínti­ma, o deco­ra­dor apos­tou no esti­lo mono­cro­má­ti­co e uti­li­zou rosas bran­cas des­de o arco de entra­da até o pai­nel do altar, ide­a­li­zan­do um sen­sa­ção de gran­de­za. 

MAR­CE­LO BAC­CHIN (@marcelobacchin)

Ambi­en­te: “Ontem, hoje, ago­ra”- #UMNO­VO­O­LHARMB

O con­cei­to da ceno­gra­fia pro­põe uma refle­xão sobre a pau­sa que foi neces­sá­ria e a osten­ta­ção exis­ten­te. Con­tu­do, o pro­fis­si­o­nal rea­fir­ma o amor como nor­te e essên­cia.

Expo­si­tor: 1–18 PRO­JECT (@1_18PROJECT)

Ambi­en­te: Sonhar é pre­ci­so

Encan­ta­men­to em todos os deta­lhes des­ta cri­a­ção, com pin­tu­ras em esti­lo aqua­re­la pelas pare­des, flo­res em nuan­ces candy, além de pro­je­ções flo­rais.

 

ROBER­TA FASA­NO (@robertafasano)

Ambi­en­te: Les Jar­dins

Uma cele­bra­ção no jar­dim é a ins­pi­ra­ção des­te pro­je­to que traz uma com­bi­na­ção entre o esti­lo clás­si­co e o pro­ven­çal, tra­ba­lha­do em uma pale­ta de tons sua­ves, con­fe­rin­do deli­ca­de­za e ele­gân­cia.

VIC MEI­REL­LES (@vicmeirellesoficial)

Ambi­en­te: Viva a pan­de­mia

A deco­ra­ção foi ins­pi­ra­da no nôma­de, em coa­chel­la, em um espí­ri­to jovem, hip­pie e de gen­te feliz com a vida, tra­zen­do tons ter­ro­sos e tex­tu­ras para enfa­ti­zar a cone­xão com o meio ambi­en­te.

DANI MACHA­DO (@danimachadocenografia), MICHEL­LE MIED­ZI­GORS­KI  (@miedzi_cenografia) e ZABEL­LE FLEUR (@zabelle_fleur)

Ambi­en­te: Fes­ta chic na praia

A pro­pos­ta é levar a ceno­gra­fia de uma fes­ta na praia para qual­quer ambi­en­te, inclu­si­ve a pró­pria casa, explo­ran­do a trans­pa­rên­cia e a leve­za com toques da arte flo­ral para con­fe­rir um encon­tro acon­che­gan­te, chi­que e casu­al.

MUSEU DE GRAN­DES NOVI­DA­DES (@museudgn)

Ambi­en­te: Casa aber­ta

Uma relei­tu­ra dos ambi­en­tes da casa — como copa e sala de jan­tar — trou­xe aco­lhi­men­to para rece­ber os ami­gos. Flo­res do cam­po, pra­te­lei­ras e mui­ta lou­ça dão aque­le toque encan­ta­dor ao espa­ço.

LUIS FRON­TE­ROT­TA (@luisfronterotta)

Ambi­en­te: Pano­ra­ma sus­ten­tá­vel

A pro­pos­ta foi pro­je­tar e pro­du­zir o cená­rio rea­pro­vei­tan­do mate­ri­ais de outros even­tos, como as tábu­as de piso que se trans­for­ma­ram na ins­ta­la­ção de madei­ra que saem do chão ao teto. As orquí­de­as são de pro­du­ção sus­ten­tá­vel e híbri­da garan­tin­do lon­ga dura­ção. E as cerâ­mi­cas são pro­du­zi­das arte­sa­nal­men­te.

TERE­SI­NHA NIGRI (@teresinhanigri)

Ambi­en­te: Wel­co­me! Vamos Cele­brar!

O pon­to de par­ti­da foi explo­rar os móveis, essen­ci­ais na rea­li­za­ção dos even­tos, com ilu­mi­na­ção para dar des­ta­que.

CENO­GRÁPHIA PRO­JE­TOS DE FES­TAS (@cenographia)

Ambi­en­te: Ceno­gráphia

A dis­po­si­ção das mesas foi pla­ne­ja­da para man­ter o dis­tan­ci­a­men­to neces­sá­rio. Os ali­men­tos encon­tram-se pro­te­gi­dos por redo­mas e, até, um peque­na pis­ta de dan­ça foi pro­je­ta­da para quan­do for per­mi­ti­do. A ceno­gra­fia é de um jar­dim de cipres­tes e, ao fun­do, des­ta­que para a hor­ta em vasos sus­pen­sa.

MARI­A­NA BAS­SI (@marianabassiflores)

Ambi­en­te: Ter­ra­ço urba­no

Um ter­ra­ço no cená­rio urba­no foi o mote para a ambi­en­ta­ção que explo­rou o ver­de das plan­tas e o tom mar­sa­la das flo­res para agra­ci­ar os con­vi­da­dos com acon­che­go e, tam­bém, sofis­ti­ca­ção.

KARIN MAN­CU­SI (@karinmancusi)

Ambi­en­te: Bar na gara­gem

Um bar lon­dri­no, o Sket­ch Gla­de, foi a ins­pi­ra­ção para a esco­lha dos mate­ri­ais e cores do ambi­en­te que traz dis­tan­ci­a­men­to entre mesas e sofás, garan­tin­do o con­for­to, sem abrir mão das cele­bra­ções, até mes­mo em uma gara­gem. Os drinks fica­ram por con­ta do @helpbar

Fotó­gra­fo: Sér­gio Jor­ge (@sergioljorge)
Tex­tos: Janaí­na Sil­va

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima