A TOS­CA­NA É AQUI

CASA DE CAM­PO

A TOS­CA­NA É AQUI

Mora­da envol­ta por vis­ta pano­râ­mi­ca des­lum­bran­te com­bi­na o esti­lo tos­ca­no com toques moder­nos

Debo­rah Roig
Bra­gan­ça Pau­lis­ta, SP

Casa foi ide­a­li­za­da para ser um com­ple­to refú­gio com lazer e espa­ços con­tem­pla­ti­vos.

Telhas cerâ­mi­cas, tijo­los apa­ren­tes e linhas retas tra­du­zem o esti­lo tos­ca­no. O pai­sa­gis­mo res­sal­ta a aura da arqui­te­tu­ra ita­li­a­na com espé­ci­es em can­tei­ros pró­xi­mos à cons­tru­ção, como lavan­das e espé­ci­es escul­tó­ri­cas.

Jane­las com esqua­dri­as de madei­ra tra­du­zem o cli­ma inte­ri­o­ra­no e o guar­da-cor­po metá­li­co adi­ci­o­na roman­tis­mo à arqui­te­tu­ra.

Ambi­en­tes inter­nos são ilu­mi­na­dos e chei­os de vida e char­me.

Living com larei­ra e móveis da Arte­fac­to Bea­ch & Coun­try (@bcartefacto) conec­ta-se à varan­da por meio de amplas aber­tu­ras.

A madei­ra reves­te uma das pare­des e amplia o con­for­to do local ide­a­li­za­do para pro­pi­ci­ar encon­tros e des­con­tra­ção.

Deta­lhes do living e da inter­li­ga­ção com os demais ambi­en­tes da mora­da.

Esqua­dri­as emol­du­ram a vis­ta de tirar o fôle­go da mora­da. A deco­ra­ção con­vi­da à con­tem­pla­ção e enfa­ti­za o char­me cam­pes­tre e moder­no.

Tons ama­dei­ra­dos e bran­cos com­bi­nam-se nos reves­ti­men­tos e trans­mi­tem acon­che­go ao ambi­en­te.

As pedras reves­tem uma das pare­des do con­for­tá­vel home the­a­ter que se inte­gra à varan­da com o cená­rio pano­râ­mi­co.

Reves­ti­men­tos natu­rais são pro­ta­go­nis­tas na sala de jan­tar.

Nas pare­des, pedras e no piso, pla­cas de madei­ra seguem a ins­ta­la­ção de espi­nha de pei­xe. Ras­go inu­si­ta­do na pare­de aco­mo­da o apa­ra­dor e acres­cen­ta char­me ao ambi­en­te das refei­ções.

Ins­pi­ra­ção poé­ti­ca no dor­mi­tó­rio: cama com dos­sel e pare­de reves­ti­da com pedra.

Ape­nas itens essen­ci­ais no dor­mi­tó­rio para favo­re­cer a pra­ti­ci­da­de, como as mesas de cabe­cei­ra.

Papel de pare­de e local para estu­do no dor­mi­tó­rio para a meni­na. E beli­ches para aco­mo­dar os ami­gos.

Espa­ço­sa área gour­met inte­gra­da à área exter­na.

Os ele­men­tos man­têm a lin­gua­gem de todo o pro­je­to tam­bém na ala da diver­são: madei­ra, pedras e már­mo­re.

Abra­ça­do pelo pai­sa­gis­mo, o per­go­la­do posi­ci­o­na­do ao lado da pis­ci­na refor­ça o cli­ma cam­pes­tre e sua cober­tu­ra cria um efei­to de luz e som­bra para ser apro­vei­ta­do duran­te as con­fra­ter­ni­za­ções.

O pai­sa­gis­mo acom­pa­nha as esta­ções do ano. Espé­ci­es de jas­mim-man­ga dis­pos­tas nos can­tos da pis­ci­na, com­ple­ta­men­te sem folhas e flo­res, no inver­no, flo­res­cem na pri­ma­ve­ra.

Lazer é abso­lu­to. Pis­ci­na com bor­da infi­ni­ta pos­sui prai­nha para dis­por espre­gui­ça­dei­ras e apro­vei­tar a vis­ta. Para as noi­tes fri­as, o chão de fogo foi ide­a­li­za­do para pro­por­ci­o­nar encon­tros ao ar livre ao redor do fogo.

Estru­tu­ra metá­li­ca com cober­tu­ra de madei­ra aco­mo­da spa e aca­de­mia.

Local para rela­xa­men­to está conec­ta­do à pai­sa­gem e os aca­ba­men­tos reme­tem, tam­bém, à natu­re­za. 

Aber­tu­ras e trans­pa­rên­ci­as tra­zem o exte­ri­or ao spa e melho­ram o cli­ma de sere­ni­da­de e cal­ma.

A madei­ra reves­te piso, pare­des e teto.

Hidro­mas­sa­gem vol­ta­da à pis­ci­na e ao cená­rio impac­tan­te.

Mais um recan­to com larei­ra no jar­dim, para apro­vei­tar o ar livre, emol­du­ra­do pelo colo­ri­do e movi­men­to do capim-do-texas.

Debo­rah Roig

Pro­je­to arqui­tetô­ni­co: Debo­rah Roig Arqui­te­tos e Asso­ci­a­dos (@deborahroig8)
Pro­je­to pai­sa­gís­ti­co: Gil­ber­to Elkis (@gilbertoelkis)
Área do ter­re­no: 4.000 m²
Área cons­truí­da: 1.200 m²
Almo­fa­das e man­tas: Codex Home (@codexhome)
Esqua­dri­as metá­li­cas: Tec­no­fe­al (@tecnofeal)
For­ro e pai­nel de madei­ra: Made­ro Mar­ce­na­ria (@maderomarcenaria)
Mobi­liá­rio: Arte­fac­to Bea­ch & Coun­try (@bcartefacto) e Dpot (@dpotbrasil)
Reves­ti­men­tos: Pagli­ot­to (@pagliottopedras) e Por­to­bel­lo (@portobello)
Loca­li­za­ção: Bra­gan­ça Pau­lis­ta, SP
Fotó­gra­fo: Fava­ro Jr/Divulgação (@favarojrfotografia)
Tex­to Janaí­na Sil­va

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima